A EDUCAÇÃO ESCOLAR E OS CLÁSSICOS LITERÁRIOS: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E DA PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL

Ana Carolina Galvão Marsiglia, Sandra Soares Della Fonte

Resumo


webkit-text-stroke-width: 0px; "> Toma-se como objeto de análise a relação entre educação escolar e o ensino
de clássicos literários. Para tanto, recorremos à pedagogia histórico-crítica
e à psicologia histórico-cultural. Com essa abordagem, efetivam-se alguns
deslocamentos: 1) desaloja o clássico do campo estético e o trata como
critério geral para seleção de qualquer conteúdo de ensino; 2) o concebe
como expressão viva da tensão entre o viver cotidiano e a história da
humanidade; 3) vincula essa discussão ao estudo, atividade-guia dos anos
iniciais do Ensino Fundamental, momento no qual o aperfeiçoamento da
linguagem, em especial a escrita (ficcional ou não), é crucial; 4) propõe
um horizonte alternativo de ensino de clássicos literários que se distancia
da concepção canônica. Por fim, pontuam-se desdobramentos do debate
para a prática pedagógica em geral.

Palavras-chave


Literatura. Pedagogia histórico-crítica. Psicologia histórico-cultural. Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, C. O clássico como problema. Revista Poiésis, n. 11, p. 11-24, nov. 2008.

Disponível em: http://www.poiesis.uff.br/PDF/poiesis11/Poiesis_11_clasprob.pdf. Acesso

em: 15 abr. 2009.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos. Extra Libris, 2005. Disponível em:

extralibris.info/literatura/por_que_ler_os_classicos_italo.html>. Acesso em: 6 dez. 2005.

COSTA, L. Q. Ensino de literatura: possível humanização do indivíduo no contexto da

atual sociedade. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar). UNESP/ Araraquara, 2014.

DAVÍDOV, V.; MÁRKOVA, A. El desarrollo del pensamiento en la edad escolar. In: DAVÍDOV,

V.; SHUARE, M. (Orgs.). La psicologia evolutiva e pedagogica en la URSS: antología.

Moscú: Editorial Progreso, 1987a, p. 173-193.

DAVÍDOV, V.; MÁRKOVA, A. La concepción de la actividad de estudio de los escolares. In:

DAVÍDOV, V.; SHUARE, M. (Orgs.). La psicologia evolutiva e pedagogica en la URSS:

antología. Moscú: Editorial Progreso, 1987b, p. 316-337.

DUARTE, N. Educação escolar, teoria do cotidiano e a escola de Vigotski. 4. ed.

Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

DUARTE, N. Arte e formação humana em Vigotski e Lukács. In: DUARTE, N.; DELLA FONTE,

S. S. Arte, conhecimento e paixão na formação humana: sete ensaios de pedagogia

histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2010.

DUARTE, N.; FERREIRA, N. B.; SACCOMANI, M. C.; ASSUMPÇÃO, M. C. O ensino da

recepção estético-literária e a formação humana. EccoS – Rev. Cient., São Paulo, n. 28, p.

-48, maio/ago. 2012.

DUARTE, N. A individualidade para si: contribuição a uma teoria histórico-crítica da

formação do indivíduo. 3. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

ELKONIN, D. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la infancia.

In: DAVÍDOV, V.; SHUARE, M. (Orgs.). La psicologia evolutiva e pedagogica en la URSS:

antología. Moscú: Editorial Progreso, 1987, p. 104-124.

FARIA, E. Dicionário escolar latino-português. 3. ed. Brasília: MEC, 1962. Disponível

em: . Acesso em: 3

abr. 2012.

FERREIRA, N. B. P. A catarse estética e a pedagogia histórico-crítica: contribuições para

o ensino de Literatura. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar). UNESP/ Araraquara,

GAMA, C. N. Princípios curriculares à luz da pedagogia histórico-crítica: as contribuições

da obra de Dermeval Saviani. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal da

Bahia, Faculdade de Educação. Salvador-BA, 2015.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à

luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores

Associados, 2013.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. Livro I, Volume I. 28. ed. Rio de Janeiro:

Civilização Brasileira, 2011.

PRESTES, Z. R. Quando não é quase a mesma coisa. Análise de traduções de Lev

Semionovitch Vigotski no Brasil. Repercussões no campo educacional. Tese de Doutorado.

Faculdade de Educação, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, 2010.

ROSENFELD, A.; GUINSBURG, J. Romantismo e Classicismo. In: GUINSBURG, J. O

Romantismo. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 1993.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. São Paulo: Cortez;

Autores Associados, 1991.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. 27. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1993.

SMIRNOV, A. A.; LEONTIEV, A. N.; RUBINSHTEIN, S. L.; TIEPLOV, B. M. Psicología. México:

Grijalbo, 1960.

VIGOTSKII, L. S. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In:

VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N.; Linguagem, desenvolvimento e

aprendizagem. 10. ed. São Paulo: Ícone, 2006. p. 103-117.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.