QUANDO PERDEMOS A CONFIANÇA NA LINGUAGEM?

Jader Janer Moreira Lopes, Marisol Barenco de Mello

Resumo


Este presente texto tem como objetivo discutir a alfabetização escolar a partir de reflexões nos campos da filosofia da linguagem, buscando construir um lugar de enunciação que afirme as autorias infantis como um dos pontos de entrada na questão da iniciação de crianças na cultura escrita. Tem como primeira preocupação a crítica às práticas de alfabetização que se limitam às discussões sobre a escrita enquanto representação da linguagem e da aquisição de suas estruturas linguísticas, bem como às concepções de gêneros discursivos em seus aspectos de formas composicionais, aplicados em práticas igualmente estruturalistas em abordagens sequenciais. Propõe a discussão da linguagem como ato fundador da humanidade histórica e como tesouro acessível a todos os seres humanos enunciadores na cultura, bem como a discussão das condições contextuais do ensino da linguagem nos anos iniciais da socialização escolar, discutindo o papel da instituição escolar e de seus profissionais, no processo de alfabetização das crianças.

Palavras-chave


Alfabetização. Autorias. Enunciação

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Dagli appunti degli anni Quaranta. Trad. do russo de Augusto Ponzio. Corposcritto, n. 5. Bari: Edizioni dal Sud, 2004.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 6 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 2002.

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato responsável. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

BARTHES, Roland. On échoue toujour à parler de ce qu’on aime. In: Barthes, Roland. Oeuvres Complètes, V, Livres, Textes Entretiens, 1977-1980. Paris: Editions du Seuil, 2002, p. 906-914.

CALVINO, Italo. Lezioni americane: sei proposte per il prossimo millennio. Milano: Oscar Moderni, 2017.

DERRIDA, Jacques. Pensar em não ver: escritos sobre as artes do visível (1979-2004). Trad. Marcelo Jacques de Moraes. Florianópolis: Editora UFSC, 2012.

MEDVIÉDEV, Pável N. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. Trad. Sheila C. Grillo & Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Contexto, 2012.

PONZIO, Augusto. Discorso amoroso e scrittura letteraria in Michail Bachtin e Roland Barthes. In: Revista Aleph, n. 25. Bakhtin em Pesquisa: O III Encontro de Estudos Bakhtinianos. Niterói, 2015, p. 12-39.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

VOLÓCHINOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Trad. do russo de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Ed.34, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.