AS POLÍTICAS DE ALFABETIZAÇÃO PARA A INFÂNCIA NO BRASIL: ALGUMAS INQUIETAÇÕES

Vanildo Stieg, Vania Carvalho de Araújo

Resumo


Este texto discute políticas de alfabetização para a infância no Brasil a partir de uma perspectiva histórica. Constituiu-se a partir de uma abordagem de pesquisa qualitativa de cunho documental. Teve como objetivo central expor algumas inquietações sobre como a criança em processo alfabetizador vem sendo pensada/tratada e presumida pelo discurso oficial num período compreendido entre 1996-2016. Das reflexões realizadas podemos acenar, tal como Hannah Arendt (2007) ao referir-se à crise na educação, que a questão da alfabetização para a infância necessita ser precedida por outra ordem de preocupação – que não seja aquela mercadológica/utilitarista –, pois trata-se do compromisso que temos com o mundo comum e com a criança que aos poucos vai responsabilizar-se por este mundo.

Palavras-chave


Alfabetização. Infância. Políticas de alfabetização e infância.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense, 2010.

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2007.

BAKHTIN, Mikhail Mikhailovich. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BARBOSA, José Juvêncio. Alfabetização e leitura. São Paulo: Cortez, 1992.

BECALLI, Fernanda Zanetti. O ensino da leitura no Programa de Formação de Professores Alfabetizadores (PROFA). 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2007.

BRASIL. Congresso. Câmara dos Deputados. Alfabetização infantil: os novos caminhos: relatório apresentado à Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. Brasília/DF, 2003. Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2009.

BRAYNER, Flavio. Educação e republicanismo: experimentos arendtianos para uma educação melhor. Brasília: Liber Livro, 2008.

CARVALHO, José Sérgio Fonseca de. Reflexões sobre educação, formação e esfera pública. Porto Alegre: Penso, 2013.

CURY, Carlos Roberto Jamil. A globalização e os desafios para os sistemas nacionais: agenda internacional e práticas educacionais nacionais. Revista Brasileira de Política e Administração da educação, Goiânia, v. 33, n. 1, jan./abr. 2017. p. 15-34.

FERREIRO, Emília. Desenvolvimento da alfabetização: psicogênese. In: GOOD-MAN, Yeta (Org.). Como as crianças constroem a leitura e a escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1985.

MALAGUZZI, L. História, ideias e filosofia básica. In: EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George (orgs.). As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre: Artmed, 1999. p. 59-104.

MARCÍLIO, Maria L. História social da criança abandonada: São Paulo: Hucitec, 1998.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Os sentidos da alfabetização: São Paulo - 1876/1994. São Paulo: Editora da UNESP: Brasília: MEC/INEP/COMPED, 2000.

NAGEL, José A.; RODRIGUES, Eugenio F. Alfabetización: políticas y estrategias en América Latina y el Caribe. Paris: Unesco/Orealc, 1982. Extraído do site: . Acesso em: 27 ago. 2017.

PAOLI, Maria Célia. O mundo do indistinto: sobre gestão, violência e política. In: OLIVEIRA, Francisco de; RIZEK, Saliba (Org.). A era da indeterminação. São Paulo: Boitempo, 2007.

PEREIRA, Rodrigo da Silva. A política de competências e habilidades na educação básica pública: relações entre Brasil e OCDE. 2016. 285 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

PERONI, Vera Maria Vidal. Políticas públicas e gestão da educação em tempos de redefinição do papel do Estado. Texto apresentado na Anped Sul, 2008. Disponível em: . Acesso em: 24 maio 2009.

PERONI, Vera Maria Vidal. Reforma do Estado e a tensão entre o público e o privado. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2007.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas/SP: Autores Associados, 2007.

SAVIANI, Dermeval. Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE): análise crítica da política do MEC, Campinas/SP: Autores Associados, 2009.

SOARES, Magda Becker. As muitas facetas da alfabetização. In: SOARES, Magda Becker. Alfabetização e letramento. São Paulo: Contexto, 2003.

SOARES, Magda Becker. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

STIEG, Vanildo. Alfabetização no contexto do discurso de letramento: propostas e práticas. São Carlos/SP: Pedro & João, 2014.

TELLES, Vera da S. Direitos sociais: afinal do que se trata? Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.