ALFABETIZAÇÃO NA PERSPETIVA DE PAULO FREIRE

Luiza Cortesão

Resumo


Vi, há tempos, um filme de Martin Ritt, com Jane Fonda e Robert De Niro, que se desenvolvia a partir de uma tensa e constrangida história de vida de um empregado de um restaurante, que era analfabeto. Ele vivia numa situação difícil e embaraçosa, pois que lutava, simultaneamente, com problemas decorrentes, por um lado, de ser analfabeto num contexto atual de classe média urbana dos EUA em que o considerado normal é ser alfabetizado – e, por outro, com a enorme necessidade que sentia de esconder essa condição, pela vergonha que, para ele, significava. Trata-se de uma história inteligente, muito bem contada, com excelentes atores, uma história que consegue, simultaneamente, ser intensa, mesmo dramática, mas também, por vezes, bem-humorada. Em mim teve sobretudo o importante efeito de me alertar para a existência de outros problemas – de que não tinha tido, até aí, grande consciência – que o analfabetismo também acarreta para alguém que se movimenta numa sociedade, toda ela construída a partir da informação escrita. O nome das ruas, os avisos, os anúncios, os comunicados de toda a ordem, tudo está eficientemente feito, partindo, “evidentemente”, do princípio que todos podem ter acesso a essas informações. Daí a dificuldade e a vergonha de quem, “inacreditavelmente”, não é capaz de aceder e utilizar aquela informação, sentindo-se, portanto, diferente e inferior

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. Ideologia e aparelhos ideológicos do Estado. Lisboa: Editorial Presença, 1974.

BERNSTEIN, Basil. Class, codes and control, vol. 1. Londres: Routledge, 1971.

BOWLES, Samuel; GINTIS, Herbert. IQ in the US class structure: A statistical analysis. In Jerome Karabel & A. H. Halsey (Eds.), Power and Ideology in Education. New York: Oxford University Press, 1977. p. 215-232.

BOURDIEU, Pierre ; PASSERON, Jean-Claude. La reproduction. Eléments pour une théorie du système de l'enseignement. Paris: Editions de Minuit, 1970..

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, s/d. [1967]

FREIRE, Paulo. Ação Cultural para a Liberdade. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: Em três artigos que se completam. 38. ed. São Paulo: Cortez, 2000a.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação. São Paulo: Editora UNESP, 2000b.

FREIRE, Paulo; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: Leitura do mundo. Leitura da palavra. São Paulo: Paz e Terra, 1990

LUCIANO, Gersem dos Santos. O Índio Brasileiro: O que você precisa de saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Ed Unesco, 2006

GEERTZ, Clifford. Anti anti-relativismo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 1984, 8(13), 5-19.

IBGE. Síntese de indicadores sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira 2014. Estudos e Pesquisas Informação Demográfica e Socioeconômica, 34. Rio de Janeiro: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão/IBGE, 2014.

IDAC. Cuidado escola! Desigualdade, domesticação e algumas saídas. 27. ed. São Paulo: Brasiliense, 1990.

PERRENOUD, Philippe. La fabrication de l’excellence scolaire dans l’enseignement primaire. Genève: Librairie Droz, 1984.

PERRENOUD, Philippe. Enseigner: Agir dans l’urgence, décider dans l’incertitude. Savoirs et compétences dans un métier complexe. Paris: ESF, 1996.

PESSOA, Fernando. Pobre velha música. In Poesia. 2. ed. Lisboa: Confluência, 1945.

RORTY, Richard. On ethnocentrism: A replay to Clifford Geertz. In Richard Rorty, Objectivity, relativism and truth: Philosophical papers. Cambridge: Cambridge University Press, 1991. p. 203-210.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Por uma concepção multicultural de direitos humanos. Revista Crítica de Ciências Sociais, 1997, 48, 11-32.

STOER, Steve; CORTESÃO, Luiza. Levantando a pedra: Da pedagogia inter/multicultural às políticas educativas numa época de transnacionalização. Porto: Edições Afrontamento, 1999.

STOER, Steve; MAGALHÃES, António. A incomensurabilidade da diferença e o anti-anti-etnocentrismo. RODRIGUES, David (Org.). Educação e diferença: Valores e práticas. Porto: Porto Editora, 2001. p. 35-40.

VISVANATHAN, Shiv. The search for cognitive justice. Paper presented at the Seminar Knowledge In Question: A Symposium On Interrogating Knowledge And Questioning Science, New Delhi, India, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.