INTERDISCIPLINARIDADE E FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES: DISCURSOS E PRÁTICAS EM PROGRAMA OFICIAL

Mirella de Oliveira Freitas, Wagner Rodrigues Silva

Resumo


O trabalho interdisciplinar determina que as ações pedagógicas fujam à prática da simples transmissão e memorização de conteúdos desarticulados e não situados. Propusemo-nos a investigar as propostas do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), um programa governamental de formação docente continuada, cuja intensão é unir alfabetização e letramento numa abordagem interdisciplinar. Nosso objetivo foi identificar, a partir da análise documental de cadernos de estudo do programa, como o conceito de interdisciplinaridade é propagado no material, quais as propostas de ação nesse sentido e os possíveis impactos no fazer pedagógico. Os resultados mostram que o programa se empenha na superação do saber escolar fragmentado, mas deixa evidente também que a prática pedagógica interdisciplinar ainda é um desafio a ser enfrentado nas próprias formações de professores.

Palavras-chave


Disciplinas escolares. Alfabetização. Letramento. PNAIC.

Texto completo:

PDF

Referências


ALFERES, Marcia Aparecida; MAINARDES, Jefferson. Um currículo nacional para os anos iniciais? Análise preliminar do documento “Elementos conceituais e metodológicos para definição dos direitos de aprendizagem e desenvolvimento do ciclo de alfabetização (1º, 2º e 3º anos) do Ensino Fundamental”. Currículo sem Fronteiras, v. 14, n. 1, p. 243-259, jan./abr. 2014

AMORIM, Giovana Carla Cardoso. Diálogos com Professores da Educação Básica sobre o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC): Concepções Iniciais. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL, 16., 2015, Recife/PE. Anais... Recife: Universitária, 2015. v. 1. p. 12-20.

AQUINO, Raquel Blanco; ARANDA, Maria Alice de Miranda. A Função da Coordenação Pedagógica da Escola no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC. In: ENCONTRO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 2014, Dourados-MS. Anais... Dourados: UFGD, UEMS, 2014. Sem numeração.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto n. 6.755, de 5 de janeiro de 2009. Institui a Política Nacional de Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica, disciplina a atuação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes, no fomento inicial e continuada, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 30 jan. 2009.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. A aprendizagem do sistema de escrita alfabética. Ano 1, unidade 3. Brasília: MEC, SEB, 2012a. 48 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Alfabetização em foco: projetos didáticos e sequências didáticas em diálogo com os diferentes componentes curriculares. Ano 3, unidade 06. Brasília: MEC, SEB, 2012b. 47 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Alfabetização para todos: diferentes percursos, direitos iguais. Ano 1, unidade 7. Brasília: MEC, SEB, 2012c. 48 p.

______. Ministério da Educação. Portaria n. 867, de 4 de julho de 2012. Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 jul. 2012d. Seção 1, n. 129.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. O trabalho com os diferentes gêneros textuais na sala de aula: diversidade e progressão escolar andando juntas. Ano 3, unidade 5. Brasília: MEC, SEB, 2012e. 47 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. O trabalho com gêneros textuais na sala de aula. Ano 2, unidade 5. Brasília: MEC, SEB, 2012f. 48 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Os diferentes textos em salas de alfabetização. Ano 1, unidade 5. Brasília: MEC, SEB, 2012g. 48 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Planejando a alfabetização e dialogando com diferentes áreas do conhecimento. Ano 2, unidade 6. Brasília: MEC, SEB, 2012h. 47 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Planejamento escolar: alfabetização e ensino da língua portuguesa. Ano 1, unidade 2. Brasília: MEC, SEB, 2012i. 48 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Planejando a alfabetização; integrando diferentes áreas do conhecimento: projetos didáticos e sequências didáticas. Ano 1, unidade 6. Brasília: MEC, SEB, 2012j. 48 p.

______. Ministério da Educação. Lei 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Seção 1, Edição Extra.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Alfabetização matemática na perspectiva do letramento. Caderno 7. Brasília: MEC, SEB, 2015a. 98 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Caderno de Apresentação. Brasília: MEC, SEB, 2015b. 76 p.

______. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Interdiscipli¬naridade no ciclo de alfabetização. Caderno 3. Brasília: MEC, SEB, 2015c. 116 p.

______. Ministério da Educa¬ção. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Integrando saberes. Caderno 10. Brasília: MEC, SEB, 2015d. 120 p.

COIMBRA, José de Ávila Aguiar. Considerações sobre interdisciplinaridade. In: PHILIPPI JR., Arlindo et al. (Ed.). Interdisciplinaridade em ciências ambientais. São Paulo: Signus, 2000. p. 52-70.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Campinas: Papirus, 1994.

______. Interdisciplinaridade: qual o sentido. São Paulo: Paulus, 2003.

______. Interdisciplinaridade-transdisciplinaridade: Visões culturais e epistemológicas. In: ______ (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008. p. 17-28.

FONTES, Geysa Paula Castor da Silva. Leitura e escrita no final do ciclo de alfabetização: uma interface com a proposta de letramento do PNAIC. 2015. 154 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Síntese de Indicadores Sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2013. (Estudos e Pesquisas – Informação Demográfica e Socioeconômica, n. 32.)

JAPIASSU, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de Filosofia. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1991.

JOSÉ, Mariana Aranha Moreira. Interdisciplinaridade: as disciplinas e a interdisciplinaridade brasileira. In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008. p. 85-95.

KLEIMAN, Angela B. (Org.). Os significados do letramento. Campinas, S.P.: Mercado de Letras, 1995.

LENOIR, Yves; HASNI, Abdelkrim; LEBRUN, Johanne. Resultados de vinte anos de pesquisa sobre a importância atribuída às disciplinas escolares que objetivam a construção da realidade humana, social e natural no ensino primário da província de Québec/Canadá. In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008. p. 29-51.

LUCK, Heloísa. Pedagogia interdisciplinar. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MELLO, Ângela Rita Christofolo de; CATELAN, Senilde Solange. Aspectos de uma política de formação de professores Alfabetizadores: o PNAIC em Mato Grosso/Brasil. Revista Educação, Cultura e Sociedade, Sinop/MT/Brasil, v. 6, n. 1, p. 21-35, jan./jun. 2016.

MOREIRA, Jani Alves da Silva; SAITO, Heloísa Irie Toshie. Da erradicação do analfabetismo ao compromisso de alfabetizar na idade certa: rumo a uma política nacional para alfabetização escolar. Teoria e Prática da Educação, [s.l.], v. 16, p. 55-64, 2013.

MORIN, Edgar. A Religação dos Saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

MUNHOZ, Neire Sueli. Formação continuada: estudo da influência do PNAIC na prática dos docentes de Barueri. 2016. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação: Formação de Formadores) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Formação de Formadores, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

PEREIRA, Jair Joaquim. Manifestações discursivas do professor pós-formação em avaliações sobre o PNAIC: efeitos de sentido. Diálogo das letras, Pau dos ferros, v. 05, n. 02, p. 161-181, jul./dez. 2016.

PIRES, Andréa de Paula; SCHNECKENBERG, Marisa. Política de formação continuada de professores: O PNAIC e o desafio da alfabetização na idade certa. Revista CAMINE: Caminhos da Educação, Franca, v. 7, n. 2, p. 103-126, 2015.

SÁ, Carolina Figueiredo de. Práticas de alfabetização no contexto do PNAIC: o caso de uma turma multisseriada do campo. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 17., 2014, Fortaleza. Resumo expandido. Fortaleza: ENDIPE, 2014.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Globalização e interdisciplinaridade: O currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

SILVA, Maria Auxiliadora da; CAVALCANTI, Adriana. Formação continuada dos orientadores do PNAIC: contributos e desafios para as escolas públicas. Revista de Estudios e Investigación

en Psicología y Educación, [s.l.], Vol. Extr., n. 6, p. A6-121-A6-127, 2015.

SILVA, Wagner Rodrigues. Seleção textual no ensino interdisciplinar por projeto. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, UFMG/ALAB, v. 9, n. 1, p. 17-39, 2009.

_____. Construção da interdisciplinaridade no espaço complexo de ensino e pesquisa. Caderno de pesquisa, São Paulo, Fundação Carlos Chagas, v. 41, n. 143, p. 582-605, 2011.

SILVA, Wagner Rodrigues; PEREIRA, Bruno G. Estágio Supervisionado como componente curricular catalisador de saberes na formação inicial do professor. Domínios de Lingu@Gem, Uberlândia, UFU, v. 10, n. 1, p. 146-165, 2016.

SOUZA, Ingobert Vargas de. Políticas Públicas para o Livros e a Leitura no Brasil: Acervos para os anos iniciais do ensino fundamental. 2015. 190 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2015.

TEIXEIRA, Evilázio Francisco Borges. Emergência da inter e da transdisciplinaridade na universidade. In: AUDY, Jorge Luis Nicolas; MOROSINI, Marília Costa (Org.). Inovação e interdisciplinaridade na universidade. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007. p. 58-80. (v. 1.)

YARED, Ivone. O que é interdisciplinaridade? In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008. p. 161-166.

ZABALA, Antoni. Enfoque globalizador e pensamento complexo. Porto Alegre: Artmed, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.