DOS CAMINHOS DA REFORMULAÇÃO CURRICULAR À FORMAÇÃO CONTINUADA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM ITABORAÍ (RJ)

Isabela Lemos da Costa Coutinho, Inez Helena Muniz Garcia

Resumo


O artigo visa a compreender os caminhos percorridos para construção de nova política de formação continuada para professores alfabetizadores da Educação de Jovens e Adultos de Itaboraí, após a implantação do novo Referencial Curricular na rede municipal. O material analisado envolveu relatos de experiência e questionários aplicados aos professores em encontros de formação. Os resultados obtidos permitem afirmar que a elaboração de documentos curriculares necessita de um diálogo permanente com professores que atuam na modalidade e que incorpore as experiências e necessidades dos sujeitos das classes populares – espaço para práticas reflexivas, constitutivas de relações democráticas, em que a escuta dos discursos dos jovens e adultos seja incorporada ao planejar e ao fazer pedagógico.

Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos. Formação de professores alfabetizadores. Currículo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda. Nós somos o que contamos: a narrativa de si como prática de formação. In: SOUZA, Elizeu Clementino de; MIGNOT, Ana Chrystina Venancio (Orgs.) Histórias de vida e formação de professores. Rio de Janeiro: Quartet/Faperj, 2008. p. 131-145.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDBEN. Lei n.º 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: Acesso em: 21 jun.2016.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: . Acesso em: 21 jun. 2016.

BRASIL. MEC/SEB. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Formação do Professor Alfabetizador. Caderno de Apresentação. Brasília, 2012.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. PNAD - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Síntese de Indicadores 2014. Disponível em:

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/00000024052411102015241013178959.pdf> Acesso em: 21 jun.2016.

CAVACO, Cármen. Aprender fora da escola: Percursos de Formação Experiencial. Lisboa: Educa, 2002.

FERRARO, Alceu Ravanello. História inacabada do analfabetismo no Brasil. São Paulo: Cortez, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Carta aos Professores. Estudos Avançados. São Paulo, vol. 15 (42), 2001, p. 259-268, Maio/Aug. 2000.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 9. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

GARCIA, Inez Helena Muniz. Um lugar chamado Palheiros: os sentidos dos discursos de trabalhadoras e trabalhadores rurais de um assentamento de Reforma Agrária no Rio Grande do Norte. 2012. 225p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ, 2012.

ITABORAÍ. Breve diagnóstico sobre a Educação de Jovens e Adultos em Itaboraí/RJ. Itaboraí: SEMEC, 2013a.

ITABORAÍ. Referenciais Curriculares para Educação de Jovens e Adultos. Itaboraí: SEMEC. 2013b.

ITABORAÍ. Projeto de Formação Continuada para professores da EJA. Itaboraí: SEMEC. 2013c

ITABORAÍ. Regimento Escolar das Unidades Escolares da Rede Pública Municipal de Ensino de Itaboraí. Itaboraí: SEMEC– Rio de Janeiro, 2014.

ITABORAÍ. Diagnóstico da Rede Municipal de Educação. Itaboraí: SEMEC. 2015a.

ITABORAÍ. Plano Municipal de Educação. Itaboraí. Itaboraí: Câmara Municipal 2015b.

MOURA, Tania Maria de Melo. A prática pedagógica dos alfabetizadores de jovens e adultos: contribuições de Freire, Ferreiro e Vygotsky. Maceió: EDUFAL/INEP, 1999.

MOURA, Tania Maria de Melo. Formação de Educadores de Jovens e Adultos: Realidade, Desafios e Perspectivas Atuais. II Seminário de Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacionais. Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Vitória da Conquista, 29 de agosto de 2008. Disponível em: . Acesso em: 02 jul.2014.

NÓVOA, A. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

SILVA, Adriana Barbosa da. O currículo na educação de jovens e adultos: análise da experiência do município de Itaboraí. 2016. 173p. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói-RJ, 2016.

UNESCO. Alfabetização de jovens e adultos no Brasil: lições da prática. Brasília: Unesco, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.