A CONTRIBUIÇÃO DA CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA NO ENSINO DA LEITURA PARA CRIANÇAS DE MEIOS SOCIOECONOMICAMENTE DESFAVORECIDOS

Marco Cesar Krüger da Silva Correio, Dalva Maria Alves Godoy Correio

Resumo


A psicologia cognitiva, por mais de 40 anos, tem empreendido esforços no intuito de melhor compreender os processos envolvidos no ato de ler. Inúmeras pesquisas têm contribuído para verificar e detalhar esses modelos e teorias, produzindo evidências sobre diversos pontos, como, por exemplo, a importância da consciência fonológica na aprendizagem da leitura. Esse artigo tem como objetivo problematizar a noção de que o fator socioeconômico é determinante no desempenho escolar das crianças de baixo nível socioeconômico, apresentando evidências, baseadas em estudos da psicologia cognitiva, de que o ensino explícito e sistemático da consciência fonológica pode auxiliar na superação das dificuldades de aprendizagem da leitura dessas crianças, contribuindo para o seu sucesso escolar.

Palavras-chave


Consciência fonológica na leitura. Fator socioeconômico. Formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREWS, C. W.; DE VRIES, M. S. Pobreza e municipalização da educação: análise dos resultados do IDEB (2005-2009). Cadernos de Pesquisa, v. 42, n. 147, p. 826-847, set./dez. 2012.

BRASIL. Ministério de Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BYRNE, B. Treinamento da consciência fonêmica em crianças pré-escolares: por quê fazê-lo e qual o seu efeito? In: CARDOSO-MARTINS, C. (Org.). Consciência Fonológica e Alfabetização. Petrópolis, Vozes: 1995. cap. 2. p.39-67.

CARDIME, I. et al.. The role of word recognition, oral reading fluency and listening comprehension in the simple view of reading: a study in an intermediate depth orthography. Reading and writing, v. 30, n. 3, p. 591–611, 2017.

CARROLL, Julia M.; SNOWLING, Margaret J. Language and phonological skills in children at high risk of reading difficulties. Journal of Child Psychology and Psychiatry, Universidade de York, v. 45, n. 3, p. 631-640, 2004.

CARSON, Karin L. et al. Classroom Phonological Awareness Instruction and Literacy Outcomes in the First Year of School. Language, Speech, and Hearing Services in Schools, v. 44, p. 147-160, abr. 2013.

CRUZ, Vitor. Uma abordagem cognitiva da leitura. Portugal, Lisboa: Lidel, 2007.

DEHAENE, Stanislas. Os neurônios da leitura: como a ciência explica a nossa capacidade de ler. Tradução de Leonor Scliar-Cabral. Porto Alegre: Penso, 2012.

ELLIS, Andrew W. Leitura, Escrita e Dislexia: uma análise cognitiva. Tradução de Dayse Batista. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

EHRI, L. C. O desenvolvimento da leitura imediata de palavras: fases e estudos. In. SNOWLING, M. J. HULME, C (Org). A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013. cap. 8.

GODOY, Dalva Maria Alves. Aprendizagem inicial da leitura e da escrita no português do Brasil: influência da consciência fonológica e do método de alfabetização. 2005. Tese (Doutorado em Linguística). Curso de Pós-Graduação em Linguística. Centro de Comunicação e Expressão. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis.

GODOY, Dalva Maria Alves; FORTUNATO, Natália; PAIANO, Aline. Panorama da última década de pesquisas com testes de consciência fonológica. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 22, n. 2, p.313-328, 2014.

GODOY, Dalva Maria Alves; VIANA, Fernanda Leopoldina. Conteúdos linguísticos como subsídio à formação de professores alfabetizadores – a experiência do Brasil e de Portugal. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 97, n. 245, p.82-96, jan./abr. 2016.

HOOVER, Wesley A.; GOUGH, Philip B. The simple view of reading. Reading and Writing, Holanda, v. 2, p.127-160, 1990.

MORAIS, José. A arte de ler. Tradução de Álvaro Lorencini. São Paulo: Editora UNESP, 1996.

RAZ, Ita Standen; BRYANT, Peter. Social background, phonological awareness and children’s reading. British Journal of Developmental Psycology, v. 8, n. 3, p. 209-225, set. 1990.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.